SÃO PAULO - O recuo nos estoques americanos de gasolina justificaram uma inversão de rumo para os preços futuros do petróleo hoje, que fecharam com forte alta no mercado internacional.

O contrato de WTI negociado para o mês de setembro em Nova York fechou valendo US$ 116,00, com alta de US$ 2,99. O vencimento para o mês seguinte subiu US$ 2,86, para US$ 115,99. O barril de Brent para o mês que vem avançou US$ 2,32, para US$ 113,47. O contrato para outubro fechou a US$ 114,85, com valorização de US$ 2,35.

Conforme o relatório divulgado hoje pelo Departamento de Energia dos Estados Unidos, os estoques de gasolina encolheram em 6,39 milhões de barris na última semana. Foi a maior baixa desde outubro de 2002. As previsões apontavam para uma redução de cerca de 2 milhões de barris no período. Caíram também os estoques de óleo cru e de destilados.

A avaliação do mercado é de que as refinarias estão diminuindo a atividade e reduzindo as importações devido à fraqueza da demanda. Na última semana, o uso da capacidade das refinarias americanas ficou em 85,9%, queda de 1,1 ponto percentual em relação à semana anterior.

O nível de demanda das últimas quatro semanas apontado pelo relatório hoje mostrou também que ela está 2,8% mais baixa nos Estados Unidos do que o patamar verificado um ano antes. Considerando apenas a gasolina, a baixa foi de 1,9% no mesmo período.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.