Tamanho do texto

SÃO PAULO - A temporada de furacões no Atlântico e a paridade do dólar em relação a outras moedas dividem as atenções dos investidores e operadores nos mercados de petróleo.

A atenção centra-se no furacão Gustav, que se dirige para o Haiti nesta terça-feira. Alguns meteorologistas acreditam que ele pode ir para parte central do Golfo do México no fim de semana, mas não existe certeza sobre a trajetória do furacão.

O Gustav formou-se ontem no mar do Caribe e tornou-se a sétima tempestade tropical da temporada de furacões do Atlântico deste ano.

Os agentes mostram-se cautelosos por causa da potencial ameaça desses fenômenos para a infra-estrutura petrolífera no Golfo do México. Essa região abriga mais de um quinto da produção de petróleo dos Estados Unidos.

Minutos atrás em Londres, o Brent para outubro aumentava US$ 0,89, a US$ 114,95. O contrato de novembro subia US$ 1,01, cotado a US$ 116,39.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)