SÃO PAULO - Os contratos futuros de petróleo têm mais um dia de valorização no mercado internacional. Os negócios ainda reagem à tensão no Oriente Médio, com o conflito entre Israel e o grupo islâmico Hamas, e ao embate entre Rússia e Ucrânia em torno do fornecimento de gás - que pode aumentar a demanda na Europa por outros combustíveis, como os derivados de petróleo.

Em Londres, o barril de Brent para fevereiro ganhava US$ 2,23, para US$ 51,85. O contrato para o mês de março sai a US$ 52,60, com valorização de US$ 2,20.

Outro fato que impulsiona os preços é o corte da produção que vem sendo implementado pelos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). Hoje, Kuwait e Qatar informaram que já vão diminuir o fornecimento para a Ásia neste mês.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.