Os contratos futuros do petróleo, negociados no mercado internacional, operam em alta hoje, sustentados pelo potencial impacto da tempestade tropical Gustav na estrutura de petróleo na região do Golfo do México. Gustav foi rebaixado de furacão para tempestade tropical na madrugada desta quarta-feira, mas deverá retomar a força de furacão no fim do dia, previu o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC, na sigla em inglês).

Ontem, o NHC previu que a tempestade tropical Gustav atingiria o Golfo do México no domingo. "Seja como for, Gustav está em direção ao Golfo do México. Diante da proximidade do fim de semana prolongado pelo feriado do Dia do Trabalho (nos Estados Unidos), na próxima segunda-feira (dia 1º), investidores evitarão ficar expostos a posições vendidas antes da chegada da tempestade", disse o estrategista da MF Global, Rob Laughlin.

O mercado opera também na expectativa do relatório do Departamento de Energia dos EUA sobre os estoques de petróleo, derivados e gasolina na semana passada, previsto para ser divulgado às 11h35 (de Brasília). Espera-se aumento de 2,2 milhões nos estoques de petróleo, retração de 2,5 milhões nos estoques de gasolina e aumento de 600 mil barris nos estoques de destilados. A utilização da capacidade instalada deve ter subido 0,1 ponto porcentual.

Às 8h25 (de Brasília), o contrato do petróleo tipo WTI com vencimento em outubro subia 0,83% para US$ 117,23 o barril na sessão eletrônica da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês). Em Londres, o contrato do petróleo tipo Brent com mesmo vencimento operava em alta de 0,69% a US$ 115,42 o barril. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.