Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo sobe com queda do dólar e cenário geopolítico

Os contratos futuros de petróleo, negociados no mercado internacional, operam em alta de cerca de 2%, com a desvalorização do dólar ante as principais moedas estrangeiras e contínuas preocupações geopolíticas. Os preços de energia estão firmes porque o declínio do dólar há dois dias tirou um pouco do fôlego dos investidores com apostas baixistas, comentou Stephen Schork, editor da newsletter de energia Schork Report.

Agência Estado |

Às 9h17 (de Brasília), o contrato futuro do petróleo tipo WTI com vencimento em outubro subia 2,34%, a US$ 118,26 por barril, na sessão eletrônica da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês). Em Londres, o contrato futuro do petróleo tipo Brent com mesmo vencimento avançava 2,33%, a US$ 116,80 por barril. No mesmo horário, o euro subia 0,27% a US$ 1,4816.

Participantes do mercado também mencionaram a disputa entre Rússia e Geórgia sobre a região da Ossétia do Sul como um fator de suporte para os preços. Alguns operadores acreditam que se o movimento no petróleo continuar, o contrato pode voltar aos US$ 120 por barril.

Em termos de fundamentos de oferta e demanda, os participantes avaliam se a desaceleração do crescimento da demanda por petróleo nas economias avançadas pode fazer com que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) diminua a produção. "Os mais agressivos dentro do cartel temem permitir que países ocidentais construam uma espécie de reserva para o inesperado, porque isso tem o potencial de levar os preços de volta aos níveis normais ou economicamente sustentáveis", disse Peter Beutel, analista da consultoria Cameron Hanover. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG