SÃO PAULO - Os contratos futuros de petróleo fecharam novamente em baixa hoje, no menor nível em um ano, diante da preocupação de que a crise financeira internacional acabe levando os países desenvolvidos a uma forte recessão, o que reduziria a demanda por combustível em todo o mundo. O contrato de WTI negociado para o próximo mês de Nova York fechou valendo US$ 86,59, com recuo de US$ 2,36.

O contrato para dezembro declinou US$ 1,81, para US$ 86,62. Em Londres, o barril de Brent para novembro fechou valendo US$ 82,66, com desvalorização de US$ 1,70. O vencimento para o mês seguinte caiu US$ 1,75, para US$ 83,96.

A preocupação com a queda na demanda superou o receio dos agentes com o anúncio de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) realizará reunião extraordinária em 18 de novembro em Viena para discutir a crise financeira global, a situação econômica mundial e os impactos no mercado de petróleo. A informação consta de nota do cartel em sua página eletrônica.

Existe a expectativa de que uma reunião do grupo acabe determinando uma redução na cota de produção, com o intuito de manter o preço do petróleo em um nível elevado.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.