SÃO PAULO - Os agentes nos mercados de petróleo acompanham o quadro econômico internacional e esperam a divulgação do relatório de energia dos Estados Unidos. Muitos participantes acreditam que a perda de dinamismo econômico limitará a demanda por combustíveis.

Amanhã, o governo dos EUA apresentará o movimento das reservas de óleo cru e destilados na semana passada. O dado sai um dia depois do usual porque segunda-feira foi feriado no território americano. A previsão de alguns analistas é de recomposição nas quantidades de cru.

Há pouco em Londres, o Brent para abril com decréscimo de US$ 0,80, a US$ 40,23. O vencimento de maio cedia US$ 0,99, cotado a US$ 41,46.

Em Nova York, o WTI para março aumentava US$ 0,16, a US$ 35,09. O contrato de abril declinava US$ 0,61, para US$ 37,93.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.