Tamanho do texto

Os contratos futuros de petróleo operam em queda de mais de 2% em Londres e Nova York, segurando-se abaixo da marca psicológica de US$ 140 por barril. A commodity reage à fraqueza dos mercados acionários globais, conforme as economias mundiais mostram sinais de nervosismo com os elevados preços de energia.

Às 10h25 (de Brasília), o petróleo leve cedia 2,49% a US$ 137,85 por barril no pregão regular da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês). Na plataforma ICE, em Londres, o petróleo Brent recuava 2,52%, a US$ 138,29 por barril.

Os líderes do G-8 (grupo dos sete países mais industrializados e a Rússia) demonstraram "forte preocupação" com os preços de petróleo e alimentos, que prejudicam os pobres, provocam inflação e ameaçam o crescimento econômico global. Mas o comunicado do G-8 não ofereceu resolução para os problemas, sem recomendação de qualquer abordagem drástica como apertar as regras sobre os especuladores que negociam petróleo. As informações são da Dow Jones.