Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo recua com menor temor sobre tempestade

Os contratos futuros de petróleo fecharam em queda na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês) e na Bolsa Intercontinental (ICE, de Londres). Participantes do mercado atribuíram a queda à redução dos temores de que a tempestade tropical Dolly possa atingir as instalações produtoras no Golfo do México; outro fator foi a alta do dólar, que reagiu à declaração do dirigente da regional do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) de Filadélfia, Charles Plosser, de que o Fed poderá passar a elevar as taxas de juro mais cedo, e não mais tarde.

Agência Estado |

"Sem dúvida, o mercado está em correção. Mas o equilíbrio de riscos ainda aponta para cima, tendo em vista que estamos em uma temporada de furacões bastante ativa e também o potencial de riscos geopolíticos, sejam no Oriente Médio ou na Nigéria, pode reaparecer a qualquer momento", comentou Addison Armstrong, analista da Tradition Energy.

Na Nymex, os contratos de petróleo para agosto, que venceram hoje, chegaram ao fim do dia a US$ 127,95 por barril, em queda de US$ 3,09, ou 2,36%; a mínima foi em US$ 125,63 e a máxima em US$ 132,07. Os contratos para setembro fecharam a US$ 128,42 por barril, em queda de US$ 3,40 (2,58%), com mínima em US$ 126,37 e máxima em US$ 132,90. Na ICE, os contratos do petróleo Brent para setembro fecharam a US$ 129,55 por barril, em queda de US$ 3,06, ou 2,31%, com mínima em US$ 127,60 e máxima em US$ 133,75. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG