Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo oscila em alta ajudado por ações

Os contratos futuros de petróleo com vencimento em janeiro de 2009 atingiram seu menor nível desde maio de 2005 nesta manhã, mas depois disso diminuíram o ritmo de queda e passaram a oscilar em leve alta, ajudados pelo bom desempenho das bolsas européias e dos índices futuros de Wall Street. Às 11h15 (de Brasília), o petróleo leve subia 0,14%, para US$ 49,35 o barril no pregão eletrônico da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês).

Agência Estado |

Contribui para esse movimento, tanto das ações quanto do petróleo, a queda recorde de 0,8% do índice de preços ao produtor da zona do euro em outubro na comparação de setembro. O dado abre espaço para que o Banco Central Europeu (BCE) corte a taxa básica de juros da região esta semana.

As negociações com petróleo, no entanto, deverão continuar focadas nas questões da demanda, após o Escritório Nacional de Pesquisa Econômica dos EUA (NBER) afirmar que o país entrou em recessão em dezembro de 2007. Além disso, indicadores econômicos fracos continuam saindo de economias desenvolvidas e emergentes.

Há também expectativa com relação à próxima reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), marcada para o dia 17 de dezembro, depois de o encontro do grupo que ocorreu no último final de semana não ter resultado em corte da produção. Entretanto, apenas um possível anúncio de corte não deverá se mostrar suficiente para conter a tendência de recuo dos preços da commodity, dizem analistas. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG