Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo oscila de olho em tempestade tropical

Os contratos futuros de petróleo, negociados no mercado internacional, oscilam entre os terrenos positivo e negativo na manhã de hoje, enquanto investidores acompanham a evolução da tempestade tropical Edouard e o impasse sobre o programa nuclear do Irã. Porém, analistas disseram que esses fatores potenciais de alta têm servido mais para limitar uma queda dos preços da matéria-prima (commodity) do que para dar forte impulso ao petróleo.

Agência Estado |

Isso porque, a combinação de preços recordes com desaceleração da atividade econômica, especialmente nas nações desenvolvidas, alimenta temores de declínio da demanda pela commodity.

Por volta das 11 horas (de Brasília), o contrato futuro do petróleo tipo WTI com vencimento em setembro subia 0,16% a US$ 125,30 o barril, na sessão regular da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês). Na Bolsa Intercontinental (ICE), em Londres, o contrato futuro do petróleo tipo Brent caía 0,39%, a US$ 123,70 o barril.

A tempestade tropical perto da Costa do Golfo levou ao fechamento do Canal de Navegação de Houston, no Texas (EUA), enquanto a petrolífera americana Chevron começou a retirar os trabalhadores desta costa. No canal de navegação Lake Charles, o descarregamento de tanques foi interrompido, informou uma porta-voz. Também em Houston, uma aparente explosão na refinaria da Valero Energy levou à liberação de vapor de enxofre de um grande tanque de metal, disseram autoridades, segundo a rede de televisão KHOU. "O risco de tempestades e interrupções na oferta pode manter os preços mais elevados do que deveriam estar, mas ao pesar todas as coisas, a movimentação ainda é para baixo", comentou Simon Wardell, analista da Global Insight, em Londres.

Segundo o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês), a expectativa é de que a tempestade Edouard alcance força próxima de furacão antes de entrar nos EUA pelo Texas ou pela Louisiana.

As tensões sobre o programa de enriquecimento nuclear do Irã seguem preocupando os participantes do mercado, mas enquanto as negociações continuarem, o efeito disso nos preços fica em segundo plano, explicaram analistas. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG