Os preços dos contratos futuros de petróleo recuam nesta tarde em Nova York, em meio aos receios de que o plano de diversos governos de comprar ações de grandes bancos não consiga evitar novas quedas na demanda global pelo produto. Às 12h57 (de Brasília), o contrato futuro de petróleo para novembro era negociado na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês) em baixa de 0,67%, com queda de US$ 0,54, para US$ 80,65 o barril.

O petróleo tipo Brent para novembro, negociado em Londres, recuava US$ 0,77, ou 0,97%, para US$ 78,44 o barril.

Participantes do mercado disseram que a demanda global por petróleo bruto já está sendo afetada pela deterioração das condições econômicas. A recuperação deve levar meses, mesmo que a nacionalização parcial dos principais bancos norte-americanos evite maiores perdas para o sistema financeiro.

"Os operadores de petróleo bruto estão descontando o que está acontecendo com a estabilização dos mercados financeiros em razão da preocupação de que os danos à economia real sejam mais duradouros", disse Addison Armstrong, da Tradition Energy, de Stamford.

A deterioração da economia já fez com que vários analistas influentes reduzissem drasticamente suas perspectivas para os preços do petróleo em 2009. Dentre eles estão os analistas do Goldman Sachs, que rebaixaram suas previsões para US$ 86,00 o barril, ante US$ 148,00 o barril um mês atrás. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.