SÃO PAULO - Depois de uma sessão de fortes desvalorizações, os preços internacionais do petróleo recuam, mas com menor intensidade. Há pouco, em Londres, o Brent para junho cedia US$ 1,43, para US$ 78,33. O vencimento de julho recuava US$ 1,44, saindo a US$ 79,45.

SÃO PAULO - Depois de uma sessão de fortes desvalorizações, os preços internacionais do petróleo recuam, mas com menor intensidade. Há pouco, em Londres, o Brent para junho cedia US$ 1,43, para US$ 78,33. O vencimento de julho recuava US$ 1,44, saindo a US$ 79,45. Em Nova York, o WTI para junho era transacionado a US$ 75,54, decréscimo de US$ 1,63. O contrato de julho marcava US$ 78,66, decréscimo de US$ 1,52. A Grécia continua sendo a fonte de pressão das negociações. Hoje os congressistas da Alemanha aprovaram a participação do país no pacote de resgate à Grécia, depois de um debate no qual o ministro das Finanças, Wolfgang Schaeuble, afirmou que eles não tinham outra alternativa à medida impopular. Além da Alemanha, Itália, Espanha, Portugal e França também já aprovaram a participação no pacote de resgate ao país em crise. Mesmo assim, os investidores permanecem receosos diante da possibilidade de a situação da Grécia prejudicar a recuperação europeia. A aversão ao risco, ainda presente nos mercados, faz com que os investidores migrem das commodities para os investimentos menos arriscados. O dólar permanece em alta frente algumas das principais moedas do mundo, depois do pequeno período de desvalorização nesta manhã. Os agentes receberam ainda dados sobre o mercado de trabalho nos EUA. Em abril, houve a criação de 290 mil postos de trabalho, acima do previsto por alguns economistas. (Vanessa Dezem | Valor com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.