Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo nos EUA tem queda de 2% por temores com economia

NOVA YORK (Reuters) - Os futuros do petróleo bruto negociados em Nova York terminaram em queda pelo segundo dia consecutivo nesta quinta-feira, com a escalada dos temores econômicos, mesmo depois de o presidente eleito dos EUA, Barack Obama, ter buscado apoio para o plano de estímulo econômico que inclui um programa de eficiência energética. Preocupações com a demanda por petróleo continuaram enquanto as vendas mais fracas do que o esperado pelo gigante varejista Wal-Mart proporcionaram mais evidências do encolhimento dos gastos do consumidor em meio a uma previsão de empregos sombria.

Reuters |

Na quarta-feira, os dados mostraram que os estoques domésticos de petróleo subiram significativamente na semana passada.

"Isso pode ajudar, mas sinto que estamos sendo condicionados a esperar um relatório de empregos ruim amanhã", disse John Kilduff, vice-presidente sênior da MF Global.

"Se as perdas de empregos excederem 700.000, isso irá estremecer os mercados, contendo as altas nos preços de energia, isso se não houver mais perdas."

"A economia dos Estados Unidos precisará de cada pedaço do estímulo incentivado por Obama", acrescentou.

Na Nymex, o petróleo fevereiro caiu 93 centavos, ou 2,18 por cento, a 41,70 dólares sendo negociado entre 40,54 dólares e 43,63 dólares. Em dois dias, o contrato perdeu no total 6,88 dólares, ou 14,2 por cento.

Em Londres, o contrato fevereiro do petróleo Brent caiu 1,19 dólares, ou 2.59 por cento, para 44,67 dólares o barril, sendo negociado entre 43,75 e 47,36 dólares.

(Reportagem de Gene Ramos e Robert Gibbons)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG