Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo fecha praticamente estável, com China em foco

SÃO PAULO - Os preços internacionais do petróleo encerraram a sessão desta quinta-feira praticamente estáveis, diante das preocupações dos investidores com relação ao superaquecimento da economia chinesa. Em Londres, o Brent para abril apresentou queda de US$ 0,20 e fechou cotado a US$ 80,28. O vencimento de maio caiu US$ 0,02, para US$ 80,77.

Valor Online |

Em Nova York, o WTI com entrega em abril ficou a US$ 82,11, com alta de US$ 0,02. O contrato de maio terminou as operações transacionado a US$ 82,43, variação nula.

O mercado passou o dia atento aos indicadores de inflação da China. Segundo os dados oficiais, o índice de preços ao produtor do país registrou elevação de 5,4% em fevereiro, na comparação anual. O resultado ficou acima da marca de janeiro, de 4,3%, e da leitura de dezembro de 2009, de 1,7%.

Também mereceu atenção o índice de preços ao consumidor chinês, que subiu 2,7% em fevereiro, em relação a um ano antes. Os preços dos alimentos aumentaram 6,2% no mês passado, perante igual período de 2008, e os bens não alimentícios ficaram 1% mais caros.

A aceleração inflacionária reabre os temores de que a China pode estar experimentando um superaquecimento. Deste modo o Banco Central pode agir na direção de aperto monetário, o que prejudicaria o mercado das commodities.

Os agentes receberam ainda os dados dos novos pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos, que registraram um acréscimo de 5 mil requerimentos na média das quatro últimas semanas, alcançando 475,5 mil. A média anterior se situava em 470,5 mil solicitações.

(Vanessa Dezem | Valor com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG