Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo fecha no nível mais baixo desde fevereiro de 2005 em Nova York

Os preços do petróleo caíram novamente nesta quarta-feira em Nova York, chegando a seu nível mais baixo desde fevereiro de 2005, em um mercado dominado pela degradação da demanda e que ignorou o inesperado recuo dos estoques de produtos derivados nos Estados Unidos.

AFP |

No New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril do 'light sweet' para entrega em janeiro fechou a 46,79 dólares, em queda de 17 centavos em relação ao fechamento de terça-feira.

Em Londres, o barril do Brent do Mar do Norte fechou a 45,44 dólares, o mesmo preço da véspera.

Durante a sessão, o barril atingiu 46,26 dólares em Nova York, e até caiu para menos de 45 dólares em Londres, níveis nunca alcançados desde fevereiro de 2005.

Em relação aos recordes de julho (147,50 dólares em Londres e 147,27 dólares em Nova York), os preços do barril perderam mais de 100 dólares, ou seja, 70% de seu valor.

Os preços subiram durante a sessão, depois do anúncio de uma baixa inesperada dos estoques americanos de produtos derivados do petróleo na semana passada, mas não conseguiram se manter no verde até o fechamento.

"Esses estoques surpreenderam o mercado", declarou Andy Lipow, da Lipow Oil Associates.

"Acho que os preços vão continuar caindo, porque há muito petróleo e produtos derivados disponíveis no mercado", acrescentou Lipow.

Apesar da perspectiva de uma reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), daqui a duas semanas na Argélia, durante a qual deve ser anunciado um corte significativo da produção do cartel, o mercado segue focalizado na degradação cada vez mais visível da economia mundial, com novos indicadores desastrosos tanto na Europa como nos Estados Unidos.

Para os analistas da Barclays Capital, "a demanda mundial de petróleo vai cair, tanto em 2008 quanto em 2009".

gmo/yw/LR

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG