Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo fecha no menor preço em mais de 3 anos

O petróleo nos Estados Unidos fechou ontem no menor valor em mais de três anos, após a decisão da Opep, no fim de semana, de adiar qualquer corte na produção em meados de dezembro. A queda também ocorreu após um relatório ter mostrado que a atividade industrial em novembro caiu para o menor nível desde 1982, em razão das preocupações com a temporada de compras de fim de ano.

Agência Estado |

"A reunião da Opep mostra que não existe muito o que o grupo possa fazer para evitar a queda livre dos preços do petróleo", disse Phil Flynn, analista da Alaron Trading. "Além disso, os últimos dados da manufatura dos Estados Unidos estão brincando com a psicologia dos mercados. A fraqueza do setor industrial prenuncia um mau cenário para a demanda de petróleo."

Na Nymex, os contratos de petróleo para janeiro recuaram US$ 5,15 (9,46%), para US$ 49,28 por barril, o menor nível desde 23 de maio de 2005, após ser negociado por entre US$ 49,05 e US$ 54,62. Em Londres, o petróleo Brent fechou em queda de US$ 5,52 (10,3%), para US$ 47,97por barril, menor preço desde 23 de fevereiro de 2006, sendo negociado por entre US$ 47,77 e US$ 53.

O petróleo levou junto praticamente todas as commodities, especialmente as agrícolas. Além de ser o principal componente da maioria dos fundos indexados às commodities, o combustível afeta diretamente os custos de produção de alimentos e biocombustíveis, que ficam menos competitivos que os derivados fósseis.

Na Bolsa de Chicago, os contratos de milho, principal matéria-prima do etanol nos EUA, fecharam em queda de 4,65%. A soja recuou 4,12%. Esses mercados devolveram ganhos acumulados na semana passada. A queda das commodities esteve ligada a ajustes dos fundos de investimentos.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG