Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo fecha em nível recorde a US$ 145,29 o barril

Os contratos futuros de petróleo fecharam novamente em nível recorde e acima de US$ 145,00 pela primeira vez na história em Nova York. O mercado ignorou a alta do dólar e testou novos níveis de preços antes do feriado de Independência nos EUA, amanhã.

Agência Estado |

Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), o vencimento de agosto encerrou com alta de US$ 1,72 (+1,20%), em US$ 145,29 por barril - na máxima do dia, chegou a ser negociado a US$ 145,85. Em Londres, o barril do tipo Brent fechou em nível ainda mais elevado, com alta de US$ 1,82, em US$ 146,08 - a máxima do dia foi de US$ 146,69.

"No momento, o mercado continua preocupado com a pergunta 'quão alto se pode ir?'", disse Tim Evans, analista de energia da Citi Futures Perspective. "Este é o foco neste mercado, que não está deixando o dólar mais forte atrapalhar". Ao longo dos últimos meses, houve forte correlação entre as cotações do dólar e do petróleo; quando um caía, o outro subia e vice-versa. Hoje, contudo, isto não ocorreu.

Os preços do petróleo já subiram aproximadamente 50% no ano até agora, pois o mercado está de olho na gigantesca demanda asiática e no Oriente Médio, apesar do enfraquecimento da economia global e do considerável recuo na demanda por combustíveis nos EUA. Mas muitos participantes do mercado também dizem que os especuladores estão por trás dos atuais preços do petróleo. Investidores têm comprado commodities para se proteger da recente fraqueza do dólar e da volatilidade nos mercados de ações e também como forma de proteção contra a inflação. Por um breve momento, as variações cambiais até fizeram o petróleo cair hoje, mas tal tendência logo foi revertida. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG