Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo fecha em baixa em Nova York após sessão indecisa

Os preços do petróleo caíram novamente nesta quarta-feira em Nova York ao término de uma sessão indecisa, na véspera da publicação das estatísticas semanais sobre os estoques de petróleo nos Estados Unidos.

AFP |

No New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril de 'light sweet' para entrega em março fechou a 34,62 dólares, uma baixa de 31 centavos em relação ao fechamento de terça-feira.

Em Londres, o barril de Brent do Mar do Norte para entrega em abril perdeu 1,48 dólar, fechando a 39,55 dólares.

Em alta na abertura, os preços não tomaram um rumo claro nesta quarta-feira em Nova York e acabaram no vermelho no fim da sessão, no dia seguinte a um recuo de 2,58 dólares.

"O mercado está esperando as estatísticas do Departamento americano da Energia (DoE) sobre os estoques", explicou Andy Lipow, da Lipow Oil Associates.

Estes números, cuja publicação foi adiada de quarta para quinta-feira devido ao feriado de segunda-feira nos Estados Unidos, podem revelar um novo aumento das reservas de bruto no país.

Em caso de aumento superior às previsões do mercado, os preços podem ficar novamente sob pressão, alertou Lipow.

Os investidores estão particularmente preocupados com os estoques no terminal de Cushing, em Oklahoma (sul dos EUA), onde os contratos trocados em Nova york devem ser entregues. À beira da saturação, eles obrigam os investidores que possuem bruto para entrega iminente a vender a preços muito baixos.

Este fator pesa muito nos preços, principalmente porque o contrato para entrega em março expira na sexta-feira.

Depois de ter conhecido em 2008 seu primeiro recuo em 25 anos, o consumo mundial deve cair novamente este ano, segundo a maioria dos especialistas do setor.

Em mais um exemplo da desaceleração da atividade nos Estados Unidos, primeiro consumidor mundial de ouro negro, a produção industrial do país caiu mais do que o esperado em janeiro.

gmo/yw

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG