Tamanho do texto

Os contratos futuros de petróleo, negociados no mercado internacional, fecharam em baixa hoje, tanto em Londres quanto em Nova York, com novos sinais de retração na demanda pela matéria-prima (commodity) esfriando as esperanças que conduziram aos dois fechamentos positivos anteriores. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do petróleo tipo WTI com vencimento em janeiro de 2009 caíram 3,75% e fecharam a US$ 42,07 o barril, após oscilar entre US$ 41,83, na mínima, e US$ 44,57, na máxima.

Na Bolsa Intercontinental (ICE), em Londres, os contratos futuros do petróleo tipo Brent com mesmo vencimento fechou a US$ 41,53 o barril, em baixa de 4,35%.

Um número cada vez maior de analistas prevê que poderá levar muitos meses para o petróleo recuperar a marca de US$ 100 por barril, que foi alcançado pela última vez em outubro deste ano. Em seu relatório mensal, o Departamento de Energia dos Estados Unidos (DoE) prevê para 2009 um preço médio para o petróleo em US$ 51,17 por barril, cerca de metade do preço médio esperado para este ano, de US$ 100,40 o barril. O DoE estima que a demanda mundial por petróleo vai encolher este ano e no próximo, marcando o primeiro declínio anual desde 1983.

"(O relatório do DoE) confirma o que todos sabiam, mas uma coisa é acreditar e outra é ter a confirmação", disse Michael Lynch, presidente de Pesquisa Econômica e Estratégia de Energia em Amherst (Massachusetts). "Isso deixou as pessoas um pouco mais assustadas e certamente deu suporte a idéia de que o preço ainda está sob pressão", acrescentou. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.