Tamanho do texto

Os contratos futuros de petróleo fecharam em leve baixa na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), pressionados pelo aumento acima do esperado dos estoques comerciais norte-americanos e declínio do mercado de ações, indicando que a economia - e a demanda por petróleo - ainda está enfraquecendo. Na Nymex, os contratos de petróleo para março caíram US$ 0,46, ou 1,13% e fecharam a US$ 40,32 por barril.

Incluindo as transações do sistema eletrônico Globex, a mínima foi de US$ 39,75 e a máxima, de US$ 41,92.

O Departamento de Energia dos EUA (DOE) informou que os estoques de petróleo bruto aumentaram em 7,2 milhões de barris na semana passada, superando de longe a expectativa dos analistas de um crescimento de 2,9 milhões de barris. Os estoques vêm crescendo de forma acentuada nas últimas semanas, enquanto os produtores de petróleo lutam para reduzir sua produção para acompanhar o enfraquecimento da demanda.

No entanto, como o mercado já esperava um aumento dos estoques, isso reduziu o impacto do que foi o maior crescimento semanal de que o mercado se recorda.

Uma queda nos estoques teria um grande efeito sobre o mercado, pois seria um sinal de recuperação da demanda, ou de que as refinarias estão sentindo os efeitos dos cortes na oferta da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), disse Phil Flynn, analista da Alaron Trading Corp em Chicago.

Na ICE Futures, em Londres, os contratos de petróleo Brent para março subiram US$ 0,07, ou 0,16%, e fecharam a US$ 44,15 por barril. A mínima foi de US$ 43,70 e a máxima de US$ 45,10. As informações são da Dow Jones.