Os contratos futuros de petróleo se recuperaram nesta quinta-feira, mas os participantes do mercado alertaram para um potencial de recuo dos preços para abaixo de US$ 40,00 por barril. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), os contratos de petróleo para março subiram US$ 0,85, ou 2,11%, e fecharam a US$ 41,17 por barril.

Os futuros de petróleo formaram um piso relativamente estável em US$ 40,00 por barril ao longo da última quinzena, até mesmo resistindo ao gigantesco aumento de 7,2 milhões de barris nos estoques comerciais dos EUA na semana passada. No início da sessão, os preços despencaram pressionados por aquele dado dos estoques, junto com os números piores que o esperado de pedidos de auxílio-desemprego e de encomendas à indústria.

Embora os futuros de petróleo tenham se recuperado ao longo do dia, ajudados pela alta dos mercados de ações, o relatório do mercado de mão de obra de janeiro dos EUA, que será divulgado nesta sexta-feira, pode ser suficiente para empurrar os preços decididamente em baixa. "O mercado não tem sido capaz de fechar abaixo de US$ 40 por barril por um tempo agora", disse Nauman Barakat, vice-presidente sênior da Macquarie Futures em Nova York. "A questão é, os números do desemprego de sexta-feira serão negativos o suficiente para derrubar o mercado ou não?", questionou.

Na ICE Futures, em Londres, os contratos de petróleo Brent para março subiram US$ 2,31, ou 5,23%, e fecharam a US$ 46,46 por barril. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.