Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo fecha com leve alta, com expectativa sobre reunião da Opep

SÃO PAULO - Os contratos futuros de petróleo fecharam com leve alta hoje, diante da expectativa de que os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) devem anunciar, amanhã, uma redução de produção para tentar fazer frente à recente queda nos preços. O barril do tipo WTI negociado em Nova York para dezembro subiu US$ 1,09, para US$ 67,84, enquanto o contrato de janeiro de 2009 fechou a US$ 68,24, com avanço de US$ 1,08. Em Londres, o Brent para dezembro de 2008 terminou a US$ 65,92, com alta de US$ 1,40.

Valor Online |

O contrato de janeiro do próximo ano saiu a US$ 67,26, com acréscimo de US$ 1,31.

A reunião da Opep em Viena, inicialmente marcada para novembro, foi antecipada para amanhã, e há um consenso de que haverá uma redução na produção. A dúvida é sobre o tamanho do corte, disse o ministro do Petróleo da Venezuela, Rafael Ramirez.

Por sua vez, o ministro do Petróleo da Argélia e atual presidente da Opep, Chakib Khelil, manifestou esperar um corte "significativo" da produção uma vez que a oferta global supera a demanda em quase 2 milhões de barris diários. O Irã também defende um enxugamento na produção do cartel com intuito de frear o recuo nos preços do petróleo.

O risco que os países da Opep correm é de que eles reduzam a produção e mesmo assim o preço do petróleo não volte a subir. Desta forma, a receita deles com a commodity cairá ainda mais, tanto pelo fator preço, quanto pelo volume.

Isso pode ocorrer se os agentes considerarem que a queda de demanda, diante da previsão de recessão, será superior ao corte de produção que for anunciado. Nas últimas semanas, os estoques de petróleo têm subido de forma consistente nos EUA, assim como os indicadores de consumo de combustível têm caído.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG