Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo fecha com forte alta; Nigéria e AIE pesam

Os contratos futuros de petróleo dispararam hoje devido às ameaças de mais violência na Nigéria e às previsões de demanda maior pela commodity. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), o contrato de petróleo com vencimento em agosto encerrou com alta de US$ 5,60 (4,12%), em US$ 141,65 por barril; em Londres, o barril do tipo Brent para agosto subiu US$ 5,45, para US$ 142,03.

Agência Estado |

Após registrar perdas expressivas no início da semana, o petróleo voltou a subir hoje devido ao fim de um cessar-fogo na região do Delta do Níger, na Nigéria, e aos testes com mísseis realizados pelo Irã. Boa parte da alta na sessão ocorreu perto do horário de fechamento; provavelmente, alguns corretores tiraram vantagem do fraco volume negociado ao longo do dia e do crescente entendimento de que o declínio visto no início da semana foi exagerado.

Enquanto rebeldes declararam fim de cessar-fogo na Nigéria e têm ativos britânicos no país como alvo, o primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, pediu apoio do governo nigeriano em um esforço contra os combatentes do Delta do Níger. Ataques constantes reduziram a produção na Nigéria entre 600 mil barris diários e 1 milhão de barris diários no mês passado.

Os contratos de óleo de aquecimento subiram ainda mais que os de petróleo, pois a instabilidade na Nigéria afeta de modo mais direto refinarias que tentam ampliar a produção de óleo de aquecimento e combustível (produtos mais rentáveis que a gasolina). O contrato de óleo de aquecimento para agosto subiu 4,8%, para US$ 4,0374 por galão.

De volta ao petróleo, a commodity também subiu hoje porque a Agência Internacional de Energia (AIE) elevou a previsão de crescimento da demanda por petróleo em 2008 em 90 mil barris diários. Em 2009, a demanda deve ser de 87,7 milhões de barris por dia, um crescimento de 860 mil barris por dia em relação a 2008. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG