Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo fecha abaixo de US$ 54, mínima em 22 meses

Os contratos futuros de petróleo fecharam em baixa pela quarta sessão seguida em Londres e Nova York, pressionados pelas novas evidências de fraqueza na demanda e crescimento dos estoques, segundo operadores e analistas. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), os contratos de petróleo com entrega do produto em dezembro caíram US$ 0,77, ou 1,42%, e fecharam a US$ 53,62 por barril.

Agência Estado |

Incluindo as transações do sistema eletrônico Globex, a mínima foi de US$ 53,01 e a máxima, de US$ 55,34. Na ICE Futures, em Londres, os contratos de petróleo Brent para janeiro caíram US$ 0,12, ou 0,23%, e fecharam a US$ 51,72 por barril. A mínima foi de US$ 50,61 e a máxima, de US$ 52,95.

Os preços de petróleo acumulam uma queda de 63% em comparação com o fechamento recorde de US$ 145,29 por barril registrado no início de julho e vêm oscilando abaixo de US$ 60 por barril durante toda a semana. As faixas de oscilação diárias estão se estreitando, conforme o mercado testa novas cotações mínimas. "O mercado parece estar alcançando um ponto de acomodação", disse Sarah Emerson, diretora-gerente da Energy Security Analysis.

Os estoques comerciais norte-americanos de petróleo bruto cresceram pela oitava vez consecutiva na semana encerrada em 14 de novembro. De acordo com o Departamento de Energia dos EUA (DOE), a demanda total por petróleo no país caiu na semana passada e, nas últimas quatro semanas, estava 7% abaixo dos níveis registrados em igual período do ano passado, conforme diminui o crescimento econômico.

"O padrão do mercado, que não pode sustentar qualquer alta, continua porque o foco principal é a deterioração da economia", disse Gene McGillian, analista da corretora Tradition Energy.

Os contratos de óleo para aquecimento foram os únicos a fechar em alta, embora marginal, sustentados pelas temperaturas mais baixas que invadem o nordeste dos EUA. O relatório semanal do DOE contribuiu para essa alta ao revelar um inesperado declínio nos estoques de destilados - que incluem o óleo para aquecimento e o diesel - de 1,5 milhão de barris.

Na Nymex, os contratos de óleo para aquecimento para dezembro subiram US$ 0,0018, ou 0,10%, e fecharam a US$ 1,7597 por galão. "Esta é a primeira semana na Nova Inglaterra que tem sido realmente fria", disse Sarah Emerson. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG