Tamanho do texto

SÃO PAULO - Em uma sessão de altos e baixos, os negócios com o petróleo são guiados pela expectativa de cortes de juros e de redução na produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). No fim de semana, o ministro iraniano do Petróleo, Gholam Hossien Nozari, pediu que os integrantes do cartel não bombeiem muito petróleo a fim de manter os preços acima de US$ 100. Os agentes consideram ainda informações sobre Irã-Estados Unidos. Uma agência de notícia iraniana reportou que um avião militar dos Estados Unidos teria violado o território iraniano sem intenção e foi forçado a pousar no Irã.

O Pentágono disse não haver evidência para apoiar a notícia, que foi desmentida por outro meio de comunicação iraniano. Em sua página eletrônica, o canal de TV estatal Al Alam comentou que a aeronave "não era militar e não pertencia aos Estados Unidos".

Em Londres, o Brent para novembro aumentava US$ 0,41, a US$ 84,09. O contrato de dezembro era transacionado a US$ 85,37, com acréscimo de US$ 0,30.

Em Nova York, o WTI com entrega em novembro ganhava US$ 1,22, cotado a US$ 89,03. O vencimento de dezembro estava a US$ 87,63, com acréscimo de US$ 0,92.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)
(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.