Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo e cenários pessimistas derrubaram bolsas internacionais ontem

SÃO PAULO - As bolsas de valores americanas fecharam em queda ontem, com o forte recuo dos preços do petróleo derrubando as ações do setor energético e as decepcionantes perspectivas de lucros de grandes companhias, como a Merck, levantando temores sobre uma piora do ambiente econômico. O índice Dow Jones teve baixa de 2,51%, a 8.376 pontos.

Valor Online |

O Standard & Poor´s 500 caiu 2,93%, a 845 pontos. O Nasdaq recuou 3,14%, a 1.445 pontos.

A Chevron esteve entre os maiores pesos sobre o Dow, após os preços do petróleo cair quase 7%, menor nível em quase quatro anos com temores de que uma desaceleração derrube a demanda. A Chevron recuou 4% e a Exxon perdeu 3,4%.

Os investidores levaram algum tempo para digerir o último debate do Congresso sobre as três grandes montadoras americanas por um pacote de resgate do governo. Uma quebra do setor automotivo teria uma repercussão ampla sobre toda a economia e mercados.

" Se eles não apresentarem uma solução rápida, nós iremos para baixo " , afirmou Cummis Catherwood, diretor da Boenning and Scattergood. " Quando teremos uma boa notícia? "
As ações da General Motors caíram para 16,1%, enquanto a Ford perdeu 6,7%.

As ações negociadas nos mercados europeus terminaram em queda, depois que notícias econômicas pessimistas e alertas de empresas apontaram tempos difíceis à frente. A queda aconteceu mesmo após cortes da taxa de juro pelo Banco Central Europeu (BCE), Banco da Inglaterra e pelo banco central da Suécia.

O FTSEurofirst 300, principal índice de ações européias, caiu 0,38%, para 826 pontos. Em sessão volátil, o indicador chegou a subir 2,6% e cair 1,8%.

Papéis de mineradoras estiveram entre as principais perdas, acompanhando o preço dos metais. BHP Billiton, Anglo American, Lonmin, Xstrata, Antofagasta e Rio Tinto fecharam em baixa.

Em Londres, o índice Financial Times caiu 0,15%, a 4.163 pontos. O DAX, de Frankfurt, registrou variação negativa de 0,07%, a 4.564 pontos. Em Paris, o CAC-40 cedeu 0,17%, para 3.161 pontos. O Mibtel, de Milão, baixou 0,80%, a 14.825 pontos. Houve queda de 0,49% no Ibex-35, de Madri, e de 0,25% no PSI20, de Lisboa.

(Valor Econômico, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG