Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo cai em NY e sobe em Londres após anúncio de reunião da Opep

Os preços do petróleo fecharam em queda nesta sexta-feira em Nova York, em meio aos crescentes temores diante da deterioração da economia nos Estados Unidos e na Europa, apesar da possibilidade de uma nova redução da produção da Opep, que fará mais uma reunião de emergência no fim de novembro.

AFP |

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril de West Texas Intermediate (designação do "light sweet crude" negociado nos EUA) para entrega em dezembro terminou a 57,04 dólares, em queda de 1,20 dólares.

Em Londres, o barril de Brent do mar do Norte para entrega em janeiro foi em direção oposta, ganhando 2,25 dólares, cotado a 54,24 dólares no fechamento.

"O mercado continua dominado pelos temores sobre a economia", indicou Antoine Halff, do Newedge Group.

A situação econômica do maior consumidor mundial de petróleo continua a se complicar, reduzindo ainda mais a demanda pelo produto.

No mês passado, as vendas no varejo registraram sua maior queda desde 1992, quando as autoridades começaram a registrar os dados deste comércio.

Além disso, "a entrada da Europa em recessão não ajuda", acrescentou Bart Melek, da BMO Capital Markets.

Os investidores temem uma recessão de amplitude mundial que afete o consumo de derivados do petróleo de forma profunda e duradoura.

Diante da derrubada dos preços, a Organização dos Países Exportadores do Petróleo (Opep) convocou mais uma reunião de urgência no Cairo, para o dia 29 de novmebro.

O Irã declarou nesta sexta-feira que apoiaria uma decisão do cartel de aplicar mais uma redução na produção, segundo a agência iraniana Mehr.

gmo/ap

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG