Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo cai em Nova York após disparada histórica

Os preços do petróleo sofreram uma queda significativa nesta terça-feira em Nova York, influenciados pela recuperação do dólar e por temores de uma redução da demanda, um dia depois da histórica disparada da cotação, que subiu 16,37 dólares em uma única sessão.

AFP |

O barril de West Texas Intermediate (designação do "light sweet crude" negociado nos EUA) para entrega em novembro, novo contrato de referência, fechou a 106,61 dólares, uma queda de 2,76 dólares em relação a segunda-feira.

Em Londres, o barril do tipo Brent do mar do Norte para entrega em novembro perdeu 2,96 dólares, negociado a 103,08 dólares.

"Observamos uma distensão após o salto de segunda-feira", resumiu Bart Melek, da BMO Capital Markets.

O barril para entrega em novembro ganhou 6 dólares na segunda, mas o contrato para entrega em outubro, em seu último dia de cotação, havia subido 16,37 dólares, um salto histórico num único dia, chegando a aumentar 25 dólares durante a sessão.

"O mercado reagiu também à recuperação do dólar e aos persistentes temores sobre as perspectivas de crescimento", acrescentou o analista.

Depois de registrar uma queda sem precedentes frente ao euro, o dólar se recuperou nesta terça, tornando menos atraentes as matérias-primas cotadas na moeda americana para investidores que possuem outras divisas.

Em meio ao clima de incertezas sobre o futuro do setor financeiro, enquanto o Congresso americano estuda o plano de reativação financeira apresentado pelo governo, os investidores se perguntam sobre as perspectivas econômicas, e, conseqüentemente, sobre a evolução da demanda petroleira.

gmo/ap

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG