Os contratos futuros de petróleo, negociados no mercado internacional, operam em baixa de cerca de 2% tanto em Londres quanto em Nova York, em meio a dúvidas quanto à capacidade da matéria-prima (commodity) de manter os ganhos recentes diante dos persistentes receios com o crescimento econômico mundial. As preocupações com a possibilidade de que a demanda global continue caindo por causa da desaceleração do crescimento da economia foram ampliadas pelo progresso incerto do pacote de US$ 700 bilhões anunciado pelo governo dos Estados Unidos para resgatar o sistema financeiro americano da crise atual.

Analistas sugerem que esse programa representa agora o principal foco do mercado de petróleo e os preços deverão ficar de lado até o resultado final das negociações. "Toda essa incerteza torna difícil para que o petróleo defina uma direção", disse o analista Jim Rintoul, da consultoria TheOilTrader.com. "Hoje e amanhã as pessoas vão olhar somente para o que o Congresso decidir."

Às 8h58 (de Brasília), o contrato futuro do petróleo tipo WTI com vencimento em novembro caía 1,77% a US$ 103,86 o barril, na sessão eletrônica da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês). Em Londres, o contrato do petróleo tipo Brent com mesmo vencimento recuava 1,81% a US$ 100,60 o barril.As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.