Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo cai com temores sobre demanda

Os contratos futuros de petróleo, negociados no mercado internacional, operam em baixa na manhã de hoje, ainda refletindo a preocupação dos investidores com a queda da demanda. Segundo analistas, os investidores estão no aguardo do relatório de postos de trabalho nos Estados Unidos em julho, que será anunciado às 9h30 (de Brasília) para traçar um cenário melhor sobre a economia americana.

Agência Estado |

Às 9h25 (de Brasília), o contrato futuro do petróleo tipo WTI com vencimento em setembro caía 0,64%, a US$ 123,28 por barril, na sessão eletrônica da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês). Em Londres, no mesmo horário, o contrato futuro do petróleo tipo Brent recuava 0,82%, a US$ 122,96 o barril.

"Os investidores estão prestando bastante atenção ao relatório do mercado de trabalho de julho para ter mais sinais sobre a situação da economia dos EUA", disse Andrey Kryuchenkov, da Sucden research, em Londres. "Os participantes do mercado continuam concentrados na diminuição da demanda por energia, mesmo que os fundamentos do mercado ainda pareçam sólidos no curto prazo."

Porém, a preocupações geopolíticas continuam como pano de fundo, mas as tensões envolvendo o programa nuclear do Irã e as ameaças à produção na Nigéria não são suficientes para impulsionar os preços para cima, disseram analistas.

Em outras notícias, a produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) atingiu o maior nível até o momento este ano em julho, por conta da maior produção na Arábia Saudita e no Iraque e a recuperação da produção na Nigéria, mostrou pesquisa da Dow Jones. Os 13 membros da Opep produziram 32,675 milhões de barris por dia, em média, no mês passado, alta de 1,1%, ou 366 mil barris, em relação a junho. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG