Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo cai com temor sobre demanda chinesa

Os contratos futuros do petróleo, negociados no mercado internacional, operam em baixa na manhã de hoje, influenciados pelos ganhos do dólar e os temores sobre a demanda chinesa após o encerramento dos Jogos Olímpicos de Pequim. Os investidores ainda estão preocupados com os níveis de importações de produtos do petróleo pela China após acumulação de estoques para as Olimpíadas, disse o analista da Petromatrix, Olivier Jakob.

Agência Estado |

Hoje, a China Petroleum & Chemical anunciou a suspensão por tempo indeterminado de suas importações de gasolina e diesel. Um porta-voz da empresa disse que a retomada das importações dependerá das condições do mercado, mas não ofereceu detalhes.

Nos meses anteriores ao início das Olimpíadas de Pequim, a Sinopec e sua concorrente PetroChina engajaram-se em pesadas compras de diesel e gasolina estrangeira para evitar eventual falta de combustível durante os jogos. Com a proximidade do fim das Olimpíadas, o chefe da Administração de Energia da China, Zhang Guabao, afirmou, no começo da semana, que não havia desabastecimento de diesel na China.

Por volta das 8h10 (de Brasília), o contrato futuro do petróleo tipo WTI com vencimento em setembro caía 0,65% a US$ 112,14 o barril, na sessão eletrônica da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês). No mesmo horário, em Londres, o contrato futuro do petróleo tipo Brent com vencimento em outubro cedia 0,77% a US$ 111,08 o barril. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG