Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo cai com preocupações sobre recuo da demanda

Os preços do petróleo recuaram, perdendo os ganhos conquistados no início do dia, em razão das insistentes preocupações sobre a queda da demanda mundial pelo produto. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), os contratos futuros de petróleo bruto com entrega do produto em dezembro recuaram US$ 1,54, ou 2,28%, para US$ 65,96 o barril.

Agência Estado |

Às 18h17 (de Brasília), os contratos para dezembro do petróleo tipo Brent registraram queda de US$ 2,07, ou 3,16%, para US$ 65,47 no pregão eletrônico da ICE Futures, em Londres.

Os preços do produto caíram com realização de lucros, após a alta de quase US$ 5 por barril, ontem, e a contínua preocupação de que a situação econômica mundial vá reduzir o consumo.

A economia dos EUA sofreu retração, com o PIB recuando 0,3% no terceiro trimestre, em comparação com o segundo. "Nós voltamos para a mesma velha história que tem nos levando para baixo desde julho - é a questão do lado da demanda", disse o analista Brad Samples. "Continuamos a nos ajustar às perspectivas de deterioração econômica. É um sinal de que não estamos no fundo do poço ainda."

O Departamento de Energia dos EUA apresentou perspectiva pessimista sobre a demanda com os dados atualizados sobre o uso de combustíveis nos EUA. Em agosto, a demanda por petróleo foi a menor desde dezembro de 2001, com baixa de 8,4% na comparação com o mesmo mês do ano anterior.

O petróleo fechou hoje 53,54% abaixo do seu recorde de alta, de US$ 149,29, registrado em 3 de julho.

Muitos analistas dizem que quanto mais tempo os preços permanecerem baixos, mais difícil será para que se façam investimentos em novas regiões produtoras, o que estabelece um terreno fértil para fortes altas do produto quando a demanda voltar a subir. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG