Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo cai com preocupações sobre demanda fraca

Os preços do petróleo registram queda, assombrados novamente pela perspectiva de desaquecimento na demanda após a divulgação, na quarta-feira, de um aumento expressivo nos estoques norte-americanos do produto, especialmente na cidade de Cushing, principal centro de distribuição dos barris negociados na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês). Às 13h07 (de Brasília), os contratos do petróleo para fevereiro negociados na Nymex caíam US$ 0,63, ou 1,48%, para US$ 42 o barril.

Agência Estado |

Em Londres, os contratos do petróleo tipo Brent para fevereiro recuavam US$ 0,12, ou 0,26%, para US$ 45,74 o barril.

Os preços do petróleo subiram 25% entre 30 de dezembro e 5 de janeiro depois de o mercado ter sido tomado por um otimismo cauteloso sobre a demanda em 2009. Ontem, no entanto, o otimismo cedeu espaço às preocupações com a deterioração da demanda e os preços encerraram a sessão em queda acentuada.

"O avanço das últimas duas semanas de dezembro ocorreu em um período de pouco volume negociado devido aos feriados de final de ano," disse Stephen Schork, editor do boletim do mercado de energia Schork Report. "O mercado ainda está caminhando em direção à faixa dos US$ 30 ou US$ 20."

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) está implementando cortes de produção para evitar um declínio acentuado nos preços, mas o mercado questiona se a redução será suficientemente rápida e profunda para equilibrar oferta e demanda.

Diversos membros da Opep, incluindo Equador e Angola, sinalizaram que estavam diminuindo a produção para atender ao ajuste das cotas. O mercado, no entanto, não acredita que os membros do cartel - com exceção da Arábia Saudita - cumprirão os cortes anunciados no ano passado. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG