Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo cai com de preocupações com demanda

Os contratos futuros de petróleo, negociados no mercado internacional, operam em queda hoje, ainda na esteira do crescimento dos estoques semanais norte-americanos, anunciados hoje. O incremento de 3 milhões de barris nas reservas dos Estados Unidos, quando o esperado era declínio de 1,3 milhão de barris, serve como mais uma evidência de que a demanda global pela matéria-prima (commodity) está diminuindo.

Agência Estado |

Por volta das 9h30 (de Brasília), o contrato futuro do petróleo tipo WTI com vencimento em agosto caía 0,31% a US$ 134,18 o barril, na sessão eletrônica da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês). No mesmo horário, em Londres, o contrato futuro do petróleo tipo Brent com vencimento em setembro era negociado com queda de 0,13%, a US$ 135,63 o barril.

"Os fundamentos de longo prazo ainda são fortes", disse Nimit Khamar, analista da Sucden Research. "Contudo, no curto prazo há uma preocupação real com a saúde das economias globalmente. Isto pode resultar em destruição temporária da demanda, o que exerceria ainda mais pressão sobre os mercados de petróleo", completou o analista. Edward Meir, analista da MFGlobal, afirmou que "as perspectivas para energia parecem cada vez mais pessimistas tanto do lado da demanda quanto do fornecimento em nosso ponto de vista".

Enquanto isso, os sinais de tensão geopolítica parecem perder força e põem em risco os prêmios já inseridos nos preços do petróleo. De acordo com o jornal britânico The Guardian, os EUA anunciarão no próximo mês plano para estabelecer presença diplomática no Irã pela primeira vez em 30 anos. O jornal não identifica, contudo, as fontes da matéria. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG