Os preços dos contratos futuros de petróleo caem mais de 5% no pregão eletrônico da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex) nesta manhã e operam abaixo de US$ 39 por barril, como reflexo do contínuo pessimismo de que a demanda pela commodity diminuirá por causa da desaceleração da atividade econômica global. Influenciam também as notícias de que uma solução para o impasse de gás natural entre Rússia e Ucrânia foi alcançada e o fluxo de gás para a Europa poderá ser retomado.

Isso diminui as expectativas de que a demanda europeia por petróleo e derivados pudesse aumentar para uso como alternativa ao gás natural em aquecimento e geração de energia.

A estatal russa OAO Gazprom informou hoje que a Ucrânia assinou um acordo permitindo que monitores sejam colocados nos gasodutos em direção a oeste, uma ação que deve abrir o caminho para a Rússia retomar o envio de gás para a Europa nos próximos dias.

Às 9h07 (de Brasília), o petróleo leve (tipo WTI) com vencimento em fevereiro caía 5,24%, a US$ 38,69 por barril, na Nymex. Na plataforma ICE, o petróleo Brent para fevereiro recuava 4,16%, a US$ 42,57 por barril. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.