NOVA YORK (Reuters) - Os futuros do petróleo negociados nos Estados Unidos fecharam em queda nesta terça-feira, marcando uma mínima para o contrato março, depois que o governo norte-americano revisou para baixo suas estimativas de demanda. A queda de Wall Street devido a dúvidas relacionadas ao plano de resgate bancário dos EUA também ajudou a pressionar a commodity.

Na bolsa de Nova York, o contrato março teve queda de 2,01 dólares, ou 5,08 por cento, para fechar cotado a 37,55 dólares o barril, após atingir uma mínima do contrato de 37,35. O menor valor registrado no contrato anteriormente era de 38 dólares.

Em Londres, o petróleo tipo Brent fechou em queda de 1,41 dólar, a 44,61 dólares.

A agência dos EUA de Administração de Informação de Energia revisou para baixo sua previsão de demanda global de petróleo em 2009 em 400 mil barris por dia, em relação à estimativa anterior, prevendo que a demanda caia em 1,17 milhão de barris/dia neste ano em relação aos níveis de 2008.

"Não é surpresa para mim que a AIE e outras consultorias estejam constantemente revisando suas previsões de demanda, e isso, é claro, adiciona pressão ao mercado", afirmou Addison Armstrong, diretor da Tradition Energy.

(Por Matthew Robinson)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.