Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo cai 4% e mercado aguarda dados dos EUA

Os preços futuros do petróleo recuam mais de 4% nesta manhã, cedendo às dúvidas sobre a capacidade de a commodity sustentar um rali em meio ao contexto de enfraquecimento da economia mundial e de deterioração na demanda. O mercado de ações continua servindo como referência para os preços do petróleo, com as mínimas dos futuros da commodity coincidindo com uma queda inicial nas bolsas européias.

Agência Estado |

Operadores aguardam a divulgação de diversos dados macroeconômicos dos EUA que podem pesar sobre os preços do petróleo.

Às 11h21 (de Brasília), o contrato do petróleo com vencimento em janeiro negociado na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês) caía US$ 2,33, ou 4,28%, para US$ 52,17 o barril. O contrato do petróleo tipo Brent para janeiro, negociado em Londres, perdia US$ 1,96, ou 3,63%, para US$ 51,97 o barril.

O presidente da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Chakib Khelil, aparentemente descartou a possibilidade de um anúncio sobre cortes na produção no próximo sábado, quando deverá ser realizada uma reunião de emergência do cartel. Apesar disso, o mercado ainda aguarda a redução dos volumes de produção da Opep em resposta aos preços baixos do petróleo, seja neste fim de semana ou no dia 17 de dezembro, data agendada para o encontro oficial dos membros do grupo.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) previu hoje que o desaquecimento da economia será o pior desde 1982 e que 21 de seus 30 países membros enfrentarão uma recessão prolongada (o Brasil não integra a OCDE). A organização agora estima que o PIB combinado de seus integrantes deve cair 0,4% neste ano, em comparação a um declínio de 0,3% calculado anteriormente. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG