Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo cai 12% em Nova York após aumento dos estoques

Os preços do petróleo caíram mais de 12% nesta quarta-feira em Nova York, devido a um importante aumento das reservas de petróleo nos Estados Unidos, enquanto o mercado acompanha com atenção as tensões entre a Rússia e a Ucrânia e o conflito na Faixa de Gaza.

AFP |

No New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril do 'light sweet' para entrega em fevereiro fechou em 42,63 dólares, uma queda de 5,95 dólares em relação ao fechamento de ontem.

Para o analista independente Ellis Eckland, o mercado não levou em conta a suspensão das entregas de gás russo porque reagiu segundo o adágio "comprar o rumor, vender a notícia".

"Os europeus sabiam que a Rússia cortaria o fornecimento de gás, e se prepararam para isso", explicou o analista. Os preços do petróleo vinham subindo desde o início deste ano, impulsionados pelas tensões geopolíticas.

A crise entre Rússia e Ucrânia se agravou nesta quarta-feira, com a interrupção total do abastecimento de gás para toda a Europa.

Contudo, a publicação do relatório semanal do departamento da Energia sobre estoques de petróleo nos Estados Unidos provocou a despencada dos preços.

As reservas de óleo aumentaram em 6,7 milhões de barris, um número muito superior às previsões dos analistas questionados pela agência Dow Jones Newswires, que apostavam numa alta de apenas 700.000 barris.

Já os estoques de gasolina aumentaram 3,3 milhões de barris, muito mais que os 600.000 barris previstos, e os estoques de produtos destilados (diesel e combustível de calefação) em 1,8 milhão de barris, apesar do inverno.

mla/yw

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG