SÃO PAULO - O petróleo é negociado em alta em Nova York, mas apresenta queda em Londres. Os agentes acreditam que os esforços de vários governos para resgatar o setor bancário ajudará na recuperação econômica que, por sua vez, terá impacto na demanda por energia.

Ao mesmo tempo, merecem acompanhamento declarações de integrantes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), que marcou uma reunião emergencial para novembro.

Ontem, por exemplo, o ministro do Petróleo do Iraque, Hussain al-Shahristani, disse que a produção do cartel pode ser enxugada se os preços do petróleo continuarem caindo. Na semana passada, a Líbia defendeu uma diminuição da produção.

Minutos atrás, em Londres, o Brent para novembro cedia US$ 1,28, a US$ 76,18. O contrato de dezembro declinava US$ 1,27, cotado a US$ 77,94.

Em Nova York, o WTI com entrega em novembro subia US$ 0,41, saindo a US$ 81,60. O vencimento de dezembro era transacionado a US$ 82,30, com acréscimo de US$ 0,62.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.