Os petroleiros estão programando uma série de atos contra a 10ª Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo (ANP), prevista para ocorrer nas próximas quinta e sexta-feira (dias 18 e 19). Segundo a Federação Única dos Petroleiros (FUP), os advogados da entidade estão preparando pedidos de liminar para derrubar o leilão.

Além disso, a categoria pretende iniciar uma série de paralisações nas unidades de produção a partir da terça-feira da semana que vem (dia 16).

Os trabalhadores petroleiros defendem uma nova regulação par ao setor de petróleo e criticam o atual governo pelas concessões de áreas exploratórias à indústria privada nacional e internacional.

Segundo a FUP, as paralisações estão sendo discutidas nas bases da categoria, mas já foram aprovadas entre os trabalhadores de Pernambuco, Paraíba, Amazonas, Paraná e Santa Catarina, onde as assembléias para avaliação foram concluídas. Em Minas Gerais, São Paulo, Mauá (SP), Campinas (SP), Espírito Santo e Rio Grande do Norte, as assembléias acontecem hoje. Os trabalhadores do Ceará, Bahia, Duque de Caxias (RJ) e do Norte Fluminense ainda não definiram.

No dia 16, a FUP também programa fazer uma grande manifestação, a partir das 9 horas, no Rio de Janeiro, na Candelária, centro da capital, com participação da CUT, MST, UNE e vários movimentos sociais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.