Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petroleiros denunciam Petrobras por cárcere privado em Manaus

Dirigentes da Federação Única dos Petroleiros (FUP) e do Sindipetro Amazonas denunciaram na manhã desta quinta-feira a Petrobras ao Ministério Público do Trabalho. As entidades acusam a empresa de manter diversos trabalhadores da Refinaria de Manaus (Reman) em cárcere privado.

Redação |

 

Na manhã desta quinta-feira, a equipe de contingência entrou na refinaria. Esta equipe foi escalada para evitar perdas na produção da Petrobras durante a greve de funcionários, que está prevista para ir até a meia noite desta sexta-feira.

Segundo a FUP e o Sindipetro Amazonas, os petroleiros denunciaram que estão sendo mantidos em uma sala da unidade, com colchonetes para que permaneçam no local até o final da paralisação.

As entidades denunciam que o mesmo expediente está sendo utilizado na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro, já que as equipes de contingência não seriam suficientes para manter a produção normal.

Procurada, a assessoria da Petrobras informou que desconhece a acusação, e que que pode estar ocorrendo um atraso na troca de turnos nas refinarias. Além disso, a empresa afirma que o movimento grevista está fraco e que a produção não sofrerá prejuízos.

Leia mais sobre: Petrobras

Leia tudo sobre: grevegreve na petrobraspetrobras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG