Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petrobras tem plano para manter produção durante eventual greve, diz Gabrielli

SÃO PAULO - O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, disse hoje que a companhia está preparada para que uma eventual greve dos petroleiros do Rio de Janeiro não afete a produção na Bacia de Campos, de onde sai cerca de 84% do petróleo nacional. Segundo ele, se confirmada a paralisação, a estatal irá montar um plano de contingência, com vistas a manter a operação nos mesmos níveis.

Valor Online |

No entanto, o executivo preferiu não revelar por quanto tempo o tal plano conseguiria manter estabilizada a produção. Não vou me antecipar ao que vai acontecer. Estamos negociando e esperamos que nada aconteça, disse Gabrielli, que se reuniu hoje com empresários na sede da Associação Brasileira da Infra-Estrutura e Indústrias de Base (Abdib).

Os petroleiros do norte fluminense, que prometem cruzar os braços a partir da meia-noite da próxima terça-feira, reivindicam uma revisão da política de participação nos lucros e resultados da estatal. Além disso, segundo Gabrielli, está na pauta de negociações uma reavaliação da forma como é medida a jornada de trabalho dos petroleiros.

A possibilidade de paralisação desses trabalhadores chegou a ser citada ontem por analistas internacionais, como uma das explicações para a alta de mais de US$ 5 observada no preço do barril de petróleo. Gabrielli minimizou, no entanto, o fato. Isso prova que as variações diárias do petróleo não querem dizer muita coisa. É mais criação de expectativas irracionais do que resultados da realidade, completou o presidente da Petrobras.

(Murillo Camarotto | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG