Tamanho do texto

Depois de três pregões em baixa, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) conseguiu subir nesta terça-feira, influenciada pela melhora das bolsas externas decorrente dos balanços positivos, da alta do petróleo e da reabertura parcial do espaço aéreo europeu. O fato de amanhã ser feriado nacional, no entanto, acabou limitando os ganhos do índice Bovespa, que novamente contou com um empurrãozinho de Petrobras.

Depois de três pregões em baixa, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) conseguiu subir nesta terça-feira, influenciada pela melhora das bolsas externas decorrente dos balanços positivos, da alta do petróleo e da reabertura parcial do espaço aéreo europeu. O fato de amanhã ser feriado nacional, no entanto, acabou limitando os ganhos do índice Bovespa, que novamente contou com um empurrãozinho de Petrobras. Vale, na contramão, passou por realização de lucros e impediu uma alta maior do Ibovespa.

O principal índice à vista terminou o dia em elevação de 0,32%, aos 69.318,44 pontos. Na mínima, operou estável, aos 69.101 pontos e, na máxima, atingiu 69.702 pontos (+0,87%). No mês, a Bolsa acumula perda de 1,50% e, no ano, alta de 1,06%. O giro financeiro totalizou R$ 5,744 bilhões. Os dados são preliminares.

Os balanços conhecidos nos EUA hoje deram sequência aos números do Citigroup na véspera, com destaque para os lucros da Harley-Davidson e do Goldman Sachs. No primeiro caso, no entanto, o resultado foi revertido em altas das ações, mas, no segundo, os papéis caíram, apesar do aumento de 91% no lucro líquido. Isso porque o balanço foi ofuscado pelos problemas que o banco enfrenta com os órgãos reguladores dos EUA e de Londres.

Além dos balanços, a alta do petróleo no exterior ajudou a sustentar as compras nos mercados acionários. Depois de três dias em baixa, o contrato para maio, que expirou hoje, avançou 2,46%, para US$ 83,45 o barril. O de junho subiu 0,87%, para US$ 83,85 o barril. O aumento do preço da commodity acabou puxando as ações ligadas ao setor nas bolsas.

O Dow Jones terminou em alta de 0,23%, aos 11.117,06 pontos, o S&P subiu 0,81%, aos 1.207,17 pontos, e o Nasdaq teve ganho de 0,81%, aos 2.500,31 pontos.

Na Bovespa, Petrobras ON subiu 2,25% e Petrobras PN, 2,24%. A alta do petróleo e o atraso em relação ao índice influenciaram o desempenho. Na contramão, Vale continuou a realizar lucros: a ON caiu 1,39% e a PNA, 1,63%. Os metais subiram na LME, de Londres.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.