Tamanho do texto

A Petrobras informou hoje que reviu sua meta de produção para o ano de 2010, dentro da estratégia de atualização de seu plano de investimentos. Segundo o diretor financeiro da estatal, Almir Barbassa, a nova meta será de 2,1 milhões de barris de óleo por dia, ante uma meta anterior de 2,171 milhões.

A redução da meta é para "torná-la mais próxima da realidade", disse Barbassa. Segundo ele, a meta de 2,05 milhões de barris por dia não foi atingida no ano passado. A produção foi de uma média de 1,971 milhão de barris por dia em 2009.

Receita

A Petrobras obteve receita líquida de R$ 47,633 bilhões no quarto trimestre de 2009, mostrando queda de 8,6% sobre o mesmo período de 2008. No mesmo intervalo, o lucro bruto totalizou R$ 18,055 bilhões, com aumento de 23,7%. O lucro operacional, antes do resultado financeiro, equivalência patrimonial e impostos, atingiu R$ 10,657 bilhões, mostrando evolução de 119,4%.

No acumulado de 2009, a receita líquida somou R$ 182,710 bilhões, com retração de 15%. O lucro bruto ficou estável em R$ 73,673 bilhões e o lucro operacional atingiu R$ 46,128 bilhões, em linha com os R$ 45,950 bilhões do exercício anterior.

A Petrobras apresentou lucro líquido de R$ 8,129 bilhões no quarto trimestre de 2009, alta de 31,34% sobre o mesmo período do ano anterior. O Ebitda somou R$ 15,016 bilhões no quarto trimestre, crescimento de 62,8% ante o quarto trimestre de 2008. No acumulado do ano, o lucro líquido ficou em R$ 28,982 bilhões, queda de 12,1% sobre 2008, e o Ebitda totalizou R$ 59,944 bilhões em 2009, baixa de 4,85% sobre o ano anterior.

Dividendos

A Petrobras informou que está propondo o pagamento de dividendos no valor de R$ 0,95 por ação, no total de R$ 8,3 bilhões. Segundo a estatal, esse valor representa 30,5% do lucro básico de 2009. A empresa ressalta ainda que R$ 7,2 bilhões já foram antecipados aos acionistas ao longo do ano passado na forma de juros sobre capital próprio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.