Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petrobras: não há apagão de gás no Brasil

A Petrobras afirma que não há um apagão de gás no Brasil, mas admite que terá de importar gás natural pelos próximos cinco anos para abastecer o mercado. Nos últimos dias, secretarias de energia de alguns Estados vem criticando a falta de gás e alertando que projetos poderiam ser suspensos.

Agência Estado |

A petrolífera, porém, rebate as críticas e alerta que as empresas e governos que mantêm contratos com a companhia sabem exatamente quais são as condições de fornecimento. "Não há uma falta de gás no Brasil, nem no curto, médio ou longo prazo", afirmou a diretora do Departamento de Gás da Petrobras, Maria das Graças Foster, que participou hoje do Congresso Mundial de Petróleo em Madri.

"O que existe é o começo da aplicação de diferentes contratos que foram assinados nos últimos meses e que prevêem a flexibilidade para a colocação do gás no mercado brasileiro", explicou. Segundo ela, há vários contratos hoje em vigor com diferentes modalidades de entrega. "Os contratos flexíveis prevêem a interrupção do gás segundo descrito nos seus artigos. O montante que não for entregue é substituído por óleo combustível ou óleo diesel. Os clientes sabem exatamente quando e por quais motivos ocorre a interrupção. Não há surpresa para ninguém", disse a diretora.

"O volume de gás no Brasil subiu significativamente. Entre 2007 e 2008, a alta foi de mais 38% para atender o mercado térmico e não-térmico. Hoje temos um mercado completamente contratado. Mas definitivamente não há um apagão de gás no Brasil", concluiu. Segundo Maria das Graças, o plano de produção de gás no Brasil é claro. "As demandas são conhecidas e administradas", disse.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG