A Petrobras informou nesta quarta-feira que o consórcio que opera em conjunto com a Galp Energia (com participação de 20%) para exploração do bloco BMS- 24, em águas ultra profundas da Bacia de Santos, concluiu a perfuração do poço 1-BRSA- 559A-RJS (1-RJS-652A), localizado na área de Júpiter. Segundo comunicado, as operações confirmam a ocorrência de uma grande jazida de gás natural e óleo leve no pré-sal - cuja descoberta foi anunciada em 21 de janeiro.

Com relação à estimativa dos volumes de óleo e gás, a estatal informou que ainda é preciso aguardar as análises das amostras de fluidos recuperados no poço e a perfuração de novos poços. O poço está localizado a 290 quilômetros da costa do Estado do Rio de Janeiro e a 37 quilômetros a leste da área do Tupi, em lâmina d'água de 2.187 metros. A profundidade final atingida foi de 5.773 metros a partir da superfície do mar.

Como o aprofundamento do poço foi constatado a continuidade dos reservatórios de gás natural e óleo leve, e de elevado teor de gás carbônico (CO2). Diversas amostras de petróleo foram enviadas para análise no Centro de Pesquisa da Petrobras (CENPES). "O consórcio dará continuidade às atividades e investimentos necessários para a verificação das dimensões da nova jazida, assim como das características dos reservatórios", afirma a empresa em comunicado. Além disso, um plano de avaliação será enviado à ANP, conforme previsto no contrato de concessão.

Leia mais sobre pré-sal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.