Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petrobras aprova contrato de 10 plataformas para pré-sal

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira que a diretoria da empresa aprovou a contratação de novas dez plataformas do tipo FPSO (Floating Production Storage and Offloading) para as áreas do pré-sal na Bacia de Santos.

Redação com Agência Estado |

Acordo Ortográfico

Segundo a estatal, as duas primeiras unidades serão alugadas de terceiros, com a exigência de terem alto índice de conteúdo nacional.

A capacidade de produção diária dessas plataformas será de 100 mil barris de óleo e 5 milhões de metros cúbicos de gás natural, e serão instaladas durante os anos de 2013 e 2014 em áreas ainda a definir.

As outras oito unidades de produção serão propriedade da Petrobras e terão capacidade de produção diária de 120 mil barris de óleo e 5 milhões de metros cúbicos de gás natural. Elas serão instaladas durante os anos de 2015 e 2016, com fabricação em série.

Os cascos serão produzidos no dique seco do Estaleiro Rio Grande, no Rio Grande do Sul, já alugado pela estatal pelo período de 10 anos. Os módulos de produção a serem instalados sobre os cascos serão definidos futuramente, após a implantação dos projetos pilotos e do teste de longa duração.

"Essas 10 FPSO irão operar em águas ultraprofundas, entre 2.400 e 3.000 metros de lâmina d'água, e serão destinadas ao início da implantação do sistema de produção definitivo na área do pré-sal da Bacia de Santos", segundo a companhia.

Palestras sobre o pré-sal

Começou nesta segunda-feira a Rio Oil & Gas, maior evento de petróleo do Brasil. O presidente da Petrobras, Sergio Gabrielli, esteve presente na abertura do evento que terá palestras da Petrobras sobre as novas descobertas de reservas petrolíferas na camada Pré-Sal, a partir das 10h.

Leia mais sobre plataformas da Petrobras

Leia tudo sobre: plataformas da petrobras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG