SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras comunicou nesta terça-feira a descoberta de acumulação de óleo leve em reservatórios na Bacia de Sergipe, com estimativa de 15 milhões de barris recuperáveis de petróleo. A descoberta foi anunciada após a conclusão da perfuração do poço 3-PRM-12-SES, no extremo norte da área de concessão de produção de Piranema, na seção pós-sal e a 28 quilômetros da costa do Estado de Sergipe, explicou a empresa em comunicado.

A descoberta foi realizada em reservatórios areníticos do pós-sal e está localizada a 2.693 metros de profundidade.

"Estimativas preliminares indicam a presença de petróleo leve (44 graus API), em reservatórios com boa espessura e excelentes condições permo-porosas, confirmadas pelos dados obtidos até o momento", informou o comunicado.

A maior parte do óleo encontrado no Brasil é pesado, abaixo de 20 graus API, de menor valor comercial por ser mais difícil de refinar. O Brasil normalmente importa óleo leve para ser misturado ao pesado no processo de refino.

As novas reservas do pré-sal, no entanto, possuem óleo médio, como Tupi, de 28 graus API.

A Petrobras informou que estuda a possibilidade de interligar o poço 3-PRM-12-SES à plataforma de produção que já opera no campo de Piranema, aproveitando a infraestrutura de produção e escoamento já instalada na área.

"A descoberta será objeto de avaliações adicionais para melhor entendimento do reservatório e perfuração de um segundo poço produtor", disse a empresa.

No final do mês passado, a Petrobras informou ter realizado duas descobertas na bacia de Campos, em um volume total recuperável estimado em 65 milhões de barris.

(Por Camila Moreira, Edição de Marcelo Teixeira)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.