Os preços dos contratos futuros do petróleo fecharam em baixa, pressionados pela ampla oferta da commodity nos EUA aliada ao contexto de incerteza em relação à demanda pelo produto. O contrato do petróleo com vencimento em maio negociado na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês) caiu US$ 0,49, ou 0,57%, para US$ 85,39 por barril, com mínima de US$ 84,38 e máxima de US$ 85,88 ao longo da sessão.

Os preços dos contratos futuros do petróleo fecharam em baixa, pressionados pela ampla oferta da commodity nos EUA aliada ao contexto de incerteza em relação à demanda pelo produto. O contrato do petróleo com vencimento em maio negociado na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês) caiu US$ 0,49, ou 0,57%, para US$ 85,39 por barril, com mínima de US$ 84,38 e máxima de US$ 85,88 ao longo da sessão. Na plataforma ICE, o contrato do petróleo tipo Brent recuou US$ 0,78, ou 0,91%, para US$ 84,81 por barril.<p><p>Na terça-feira, o valor do barril chegou a US$ 87,09 por barril durante as negociações - maior preço desde outubro de 2008 -, mas perdeu força desde então. O avanço, baseado essencialmente na perspectiva de recuperação da economia e da demanda por petróleo, esbarrou em dados que mostraram um crescimento dos estoques norte-americanos da commodity na semana encerrada em 2 de abril, mesmo diante de um aumento na atividade das refinarias durante esse período.<p><p>Além disso, segundo informações divulgadas pelo Departamento de Energia norte-americano (DOE) nesta quinta-feira, a demanda por petróleo nos EUA em janeiro deste ano foi de 18,528 milhões de barris por dia, ou 3,1% menor em comparação a igual período de 2009. Esta foi a menor demanda pela commodity já registrada num mês de janeiro desde 1998, segundo o órgão. As informações são da Dow Jones.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.